Busca no Blog

24 de setembro de 2018

Retratos de Nossa Senhora, Juan Rey, S. J.,

RETRATOS DE NOSSA SENHORA

O Coração da Santíssima Virgem

Parte 9/9


Todos os perigos a que está exposto o coração da mulher tem-nos o coração da jovem, e mais agravados ainda.
O coração da jovem está na plenitude da vida, está transbordante de vigor e de energia. É como uma rosa que acaba de se abrir ao sol primaveril. Sente com veemência a ânsia de amar e ser amado.
E esse coração fogoso não recebeu nenhum desengano; por isso não duvida de ninguém; crê facilmente em tudo o que lhe dizem. Esse coração não tem experiência da vida; por isso não vê os perigos que o cercam por toda a parte. Esse coração vê-se muito requestado e isso consola-o muito.
O primeiro encontro que uma jovem tem no caminho da vida, fascina-a. As primeiras palavras que lhe dirigem são uma música embaladora. Nelas julga ver já realizados os seus sonhos, vê convertido em realidade o mundo de ilusões que tinha fantasiado ao ler romances e ao ver os filmes.
Ela já vai ser uma protagonista. E dá o seu coração confiada e sem reservas. Depois, que cruel desengano! uma jovem confunde facilmente o amor com a sensualidade e considera como demonstração de carinho o que é apenas expansão do egoísmo e do instinto sensual.
O coração da jovem é naturalmente compassivo, e um tentador habilidoso pode aproveitar isso para os seus instintos criminosos. "Sou um infeliz! sofro muito, ninguém me compreende!"
O coração da jovem compadece-se e sofre com quem lhe diz que sofre. Se ela pudesse pôr uma gota de bálsamo naquele coração atormentado! "Sim, tu podes aliviar o meu sofrimento, és a única mulher que me pode fazer feliz; em ti encontro o que nunca encontrei e podes bem facilmente dar-me a felicidade." O coração da rapariga compadece-se.
O coração inexperiente crê cegamente. O coração generoso quer remediar a desgraça. Ainda que tenha de sacrificar alguma coisa de muito querido. Quantas jovens poderão reconhecer aqui a história do seu coração! O seu coração terno, compadecido, e generoso, perdeu-as.
Mulher, o teu coração é uma mina riquíssima. Porém nessa mina o ouro está misturado com a escória. Escolhe o metal precioso e separa-o da escória vil. E quando tiveres separado esse ouro, procura administrá-lo bem.
Se Deus não te preparou um lar onde distribuas esses tesouros, tens muitos pobres a remediar, muitos doentes que visitar, muitas almas tristes que consolar; tens sobretudo um Deus capaz de saciar todos os anseios do teu coração e que reclama todo o seu amor.
Assim foi o coração da Santíssima Virgem: um coração de mulher e de mãe, com todas as suas belas qualidades num grau elevadíssimo e sem nenhum dos seus defeitos.
Um coração possuído por completo pelo amor a Deus e o amor às almas.
Jesus manso e humilde de coração, fazei o meu coração semelhante ao vosso.
Assim dizemos a Jesus na oração aprovada pela Igreja.
Dirige uma súplica semelhante à Santíssima Virgem:
Coração Imaculado de Maria, fazei o meu coração semelhante ao vosso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário