Busca no Blog

13 de fevereiro de 2018

Tesouro de Exemplos - Parte 451

PODER DA PALAVRA DE DEUS

1. S. João de Deus, natural de Montemor, (Portugal) e de família humilde, fora conduzido à Espanha, onde vivia da venda de estampas e romances. Foi a Granada, por ocasião da festa de S. Sebastião, e entrou na ermida do Santo para ouvir a pregação do Beato João de Ávila. A impressão que fez nele aquele sermão foi tão grande, que saiu da igreja publicando em altas vozes os seus pecados, imediatamente repartiu entre os pobres o pouco dinheiro que tinha e as estampas e livros sagrados e religiosos; rasgou e queimou os folhetos e livros profanos, e correu à igreja, clamando: “Meu Deus, misericórdia! Senhor, misericórdia! tende piedade deste grande pecador que tanto vos tem ofendido!” Fez confissão geral com o Beato João de Ávila, mudou de vida e tornou-se um grande santo.

2. Domingos Mansi era estudante de direito, alegre e divertido e bastante despreocupado das coisas da alma. Um dia entrou numa igreja, no momento em que pregava sobre as verdades eternas um Padre Franciscano, e ouviu-lhes estas palavras:
“O’ eternidade! eternidade, que jamais terá fim!” Ficaram-lhe aquelas palavras de tal modo gravadas na mente, que, embora quisesse voltar às suas habituais ocupações, não Ihe foi possivel. Na manhã seguinte abraçou a carreira eclesiástica e foi mais tarde arcebispo de Luca e cardeal da Santa Igreja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário