Busca no Blog

17 de março de 2020

Lançar-me em seus Braços como Uma Criancinha - Santa Teresinha

À tarde (da Primeira Comunhão) fui eu quem recitou o ato de consagração à Santíssima Virgem. Era muito justo que, em nome de minhas companheiras, falasse à minha Mãe do Céu, eu que tão cedo me vira privada de minha Mãe da terra... De todo o coração me pus a falar-lhe, a consagrar-me a ela, como filha que se lança nos braços da Mãe, e lhe pede que olhe por ela. Parece-me que a Santíssima Virgem terá olhado para sua florzinha e ter-lhe-á sorrido, pois não foi ela quem a curara com um sorriso visível? ... Não foi ela que no cálice de sua florzinha depositara o seu Jesus, a Flor dos campos, o Lírio do vale?

Nenhum comentário:

Postar um comentário