18 de junho de 2020

A ALMA DE TODO APOSTOLADO

J. B. Chautard


Parte 8/31

Irradia Esperança

Como não há de o homem de oração irradiar a esperança? A sua fé arraigou-lhe para sempre na alma a convicção de que a felicidade tão somente se encontra em Deus e só em Deus. Com que acento convincente ele não fala, portanto, do céu e como são vastos os recursos de que dispõe para consolar! O meio por excelência de nos fazermos ouvir pelos homens é manifestar-lhes o segredo de carregarem alegremente as cruzes, apanágio de todo e qualquer mortal. A Eucaristia e a esperança do céu encerram esse segredo.
Como é viva a palavra de consolação do homem que, sem mentir, pode aplicar a si mesmo o Nostra  conversátio in coelis est! Outro qualquer, com mais frases e retórica, pode falar das alegrias da pátria celeste; seus discursos serão, porém, infrutuosos: ao passo que uma só palavra do primeiro, palavra convincente e reveladora do estado de alma daquele que a pronuncia, bastará para acalmar essa perturbação, aliviar essa tristeza, fazer aceitar com resignação uma dor pungente. É que a virtude da esperança, do homem interior, passou irresistivelmente para uma alma que jamais talvez fosse acalentada por essa virtude e que se iria abismar na desesperança.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.