Busca no Blog

5 de dezembro de 2019

A ALMA DE TODO APOSTOLADO

J. B. Chautard

Base, fim e meios de uma obra devem ser impregnados de vida interior

Obra digna deste nome, devemos dizer, porque algumas, em nossos dias, não merecem tal título. São uma espécie de empresas organizadas sob o rótulo da piedade, com o fim real de granjear para seus fundadores, além dos aplausos do público, nomeada de habilidade pouco vulgar; e para o bom êxito das quais eles lançam mão de todos os meios, mesmo, sendo necessário, dos menos justificáveis.
Outras obras merecem certamente melhor apreciação. Querem o bem. Fim e meios são nelas irrepreensíveis. No entanto, a despeito de milhares de esforços, nulos ou quase nulos foram os resultados, porque os organizadores delas apenas tinham uma fé titubeante no poder de ação da vida sobrenatural sobre as almas.
Para precisar o que deve ser uma obra, julgamos preferível ceder a palavra a um homem que ilustrou uma  região inteira com o seu apostolado e relembrar a lição que dele recebemos logo  nos alvores do nosso ministério sacerdotal. Procurávamos então fundar um patronato de jovens. Depois de ter visitado os círculos católicos de Paris e de algumas cidades da França, as obras de Val-des-Bois, etc, fomos estudar em Marselha as obras de juventude do santo Padre Allemand e do venerando cônego Timon- David. Apraz-nos recordar a intensa comoção do nosso coração de jovem sacerdote ao escutar atentamente as palavras deste último:
" - Filarmônica, teatro, projeções, ginástica, jogos, etc, nada disso censuro. A princípio, eu também os julgava indispensáveis; afinal são muletas de que se lança mão à falta de coisa melhor. Quanto mais avanço, tanto mais o meu fim e os meios de que uso se sobrenaturalizam, porque vou vendo com maior clareza que toda a obra fundada sobre coisas humanas é destinada a parecer e que dada sobre coisas humanas é destinada a perecer e que só é abençoada pela Providência a obra que visa a aproximação de Deus e dos homens pela vida interior."
" Os instrumentos musicais já de há muito estão encostados, o teatro tornou-se-me inútil; entretanto, a obra mais do que nunca prospera. Por que? É que os meus colegas e eu, mercê de Deus, vemos agora as coisas melhor que ao princípio e nossa fé na ação de Jesus e da graça centuplicou-se."
"Não hesite em visar ao mais alto possível, creia, e ficará pasmado dos resultados. Vou explicar-me: Não tenha apenas como ideal o proporcionar aos jovens algumas distrações honestas e escolhidas, que os desviem dos prazeres ilícitos e das relações perigosas; não se contente com dar-lhes simplesmente aparências de cristianismo por meio da assistência maquinal à missa ou da recepção bastante espaçada e apenas tolerável dos sacramentos."
Duc in altum. Antes de mais nada, tenha a nobre ambição de obter a todo custo que certo número deles tomem a resolução enérgica de viver como cristãos fervorosos, isto é, com a prática da meditação diária, com o hábito da assistência quotidiana à missa, se for possível, com uma breve leitura espiritual, e, como é evidente, com frequentes e frutuosas comunhões.  Consagre todas as suas solicitudes em infundir neste rebanho escolhido um grande amor a Jesus Cristo, o espírito de oração, de abnegação, de vigilância sobre si mesmos, numa palavra, sólidas virtudes. Desenvolva com não menor cuidado nas suas almas a fome da Eucaristia. Depois, vá pouco a pouco estimulando esses jovens à ação sobre os seus companheiros. Faça deles apóstolos francos, dedicados, bons, ardorosos, varonis, sem devoções acanhadas, cheios de tato, que jamais caiam, sob pretexto de zelo, na triste extravagância de andar espiando os colegas. E não é preciso que passem dois anos para me vir então dizer se lhes são ainda necessários instrumentos musicais ou decorações cênicas para lograr uma pessoa frutuosa.
- "Percebo, respondi; essa minoria deve ser o fermento. Mas como proceder com os que não possam levar a tal altura, como um conjunto, com esses jovens de todas a idades, com esses homens casados que quiça venham a pertencer ao círculo projetado?
"Infundir-lhes uma fé robusta, por meio de uma série de conferências preparadas com todo o cuidado e que  preencham muitos dos seus serões de inverno. Seus cristãos sairão delas suficientemente armados, não só para replicar vitoriosamente aos colegas de escritório e de oficina, como também para resistir à ação mais pérfida do jornal e do livro. Fazer nascer nos homens convicções inabaláveis, que saibam afirmar quando for necessário sem respeito humano, já é resultado muito apreciável; torna-se, entretanto, necessário levá-los mais longe, até a piedade, uma piedade verdadeira, ardente, convicta, esclarecida."
- Devo porventura, logo no princípio, franquear a porta a qualquer um?
"O número só é desejável quando os elementos recrutados forem bem escolhidos. O desenvolvimento do seu círculo deve ser sobretudo o resultado da influência exercida pelo núcleo de apóstolos, dos quais Jesus, Maria, e V. Revma.  como seu instrumento, hão de ser o centro.
- A sede será modesta; devo acaso esperar que os nossos recursos nos permitam arranjar outra melhor?
"Meu Deus! ao princípio, salas espaçosas e cômodas podem, como um tambor, servir de reclamo para atrair atenções sobre uma obra incipiente. Mas, torno a repeti-lo, se souber pôr como base da sua associação a vida cristã, ardente, integral, apostólica, a sede estritamente necessária bastará sempre para que nela caibam todas as coisas acessórias que exige o funcionamento normal de um círculo. Oh! como poderá então julgar que o ruído pouco bem faz e o bem faz pouco ruído! e como há de verificar que o evangelho bem compreendido faz diminuir o orçamento das despesas sem prejudicar os resultados; muito pelo contrário. Mas, antes de tudo, é necessário pagar à custa da sua própria pessoa, e isto, não tanto para laboriosamente preparar representações teatrais, sessões de ginástica, como para acumular em si a vida de oração; porque, persuada-se bem disto, na medida em que for o primeiro a viver do amor de Nosso Senhor, nessa proporção será também capaz de inflamar os ardores desse amor nos corações alheios."
- Em suma, baseia tudo na vida interior?
"Sim, mil vezes sim, porque dessa sorte, em vez de liga, obtêm-se ouro puro. e o que acabo de dizer a respeito das obras de juventude pode-se também aplicar a outra obra qualquer; paróquia, seminário, catecismo, escola, circulo militar, etc; fie-se na minha velha experiência. quando bem não produz, numa grande cidade, uma associação cristã, que verdadeiramente viva no sobrenatural! Opera como fermento poderoso e só os anjos podem dizer quão fecunda ela é em frutos de salvação."
"Ah! se todos os sacerdotes, todos os religiosos, e até todas as pessoas de obras, conhecessem a força da alavanca que tem nas mãos e tomassem cada vez mais como ponto de apoio o Coração de Jesus e a vida em união com esse Coração divino, seriam capazes de soerguer a França e qualquer país! É certo que a soergueriam, a despeito dos esforços de Satanás, e dos seus partidários."


Nenhum comentário:

Postar um comentário