Busca no Blog

2 de outubro de 2019

No Sulco Luminoso de Deus - Santa Teresinha

Jamais esquecerei a impressão que o mar me causou. Não podia impedir-me de olhá-lo sem cessar. A sua majestade, o bramido das ondas tudo falava à minha alma da Grandeza e do Poder de Deus...
Ao entardecer, à hora que o sol parece banhar-se na imensidão das ondas, deixando atrás de si um sulco luminoso, ia sentar-me sozinha com Paulina no rochedo... Então, lembrava-me da tocante história do "Sulco de ouro"! Contemplei longamente esse sulco luminoso, imagem da graça a clarear a rota do barquinho de graciosa vela branca... Junto a Paulina, tomei a resolução de nunca afastar minha alma do olhar de Jesus, a fim de que navegue em paz, para a Pátria do Céu!...

Nenhum comentário:

Postar um comentário