Busca no Blog

15 de maio de 2019

Como um Fraco Passarinho - Santa Teresinha

Considero-me como um fraco passarinho coberto apenas de uma leva penugem. Não sou águia, dela tenho, simplesmente, os olhos e o coração, pois apesar de minha extrema pequenez, ouso fixar o Sol divino, o Sol do Amor, e meu coração experimenta todas as aspirações da Águia... O passarinho quisera voar para o Sol fulgurante que lhe fascina os olhos, quisera imitar as águias, suas irmãs, que vê se elevarem até o divino foco da Santíssima Trindade... Mas ah! não! O passarinho nem sequer se afligirá. Com um audacioso abandono continuará fixando seu divino Sol. Nada o poderia amedrontar, nem o vento, nem a chuva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário