Busca no Blog

14 de maio de 2019

Nos Braços de um Terno Amigo - Santa Teresinha

Às vezes, quando leio certos tratados espirituais onde a perfeição é apresentada através de mil obstáculos, cercada de uma multidão de ilusões, meu pobre espírito cansa-se bem depressa. Fecho o sábio livro que me quebra a cabeça e me disseca o coração, e pego a Sagrada Escritura. Então tudo parece luminoso, uma só palavra descobre à minha alma horizontes infinitos, a perfeição parece-me fácil: vejo que basta reconhecer seu nada e abandonar-se como uma criança nos braços do bom Deus.
Deixando às grandes almas, aos grandes espíritos, os belos livros que não posso compreender, ainda menos por em prática, alegro-me por ser pequena pois que "só as crianças e aqueles que se lhes assemelham serão admitidos ao banquete celeste".

Nenhum comentário:

Postar um comentário