Busca no Blog

25 de maio de 2019

Abandonar-se: Uma Audácia Sedutora

Não ambiciono o primeiro lugar, mas o último. Em vez de adiantar-me como o fariseu, repito, cheia de confiança, a humilde oração do publicano. Mas, sobretudo, imito o procedimento de Madalena, sua admirável, ou melhor, sua amorosa audácia que encanta o Coração de Jesus, e seduz o meu. Sim, eu sinto que se me pesassem na consciência todos os pecados possíveis de cometer iria, com o coação partido de arrependimento, lançar-me nos braços de Jesus, pois sei quanto ama o filho pródigo que a ele retorna. Não é por ter Deus, em sua preveniente misericórdia, preservado minha alma do pecado mortal que me elevo até ele pela confiança e pelo amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário