Busca no Blog

24 de agosto de 2015

Catecismo Ilustrado - Parte 55

Os Mandamentos da Igreja

4º Mandamento da Igreja: Jejuar quando manda a Igreja

5º Mandamento da Igreja: Não comer carne nas sextas-feiras e nos sábados

1. A Igreja manda-nos jejuar na quarta-feira de Cinzas e na sexta-feira Santa. Além disso é aconselhado jejuar noutros dias da Quaresma (exceto os domingos), nas quatro Têmporas, e nas vigílias de algumas festas.
2. O jejuar consiste em comer uma só vez ao dia com abstinência de certas comidas, que são as carnes de animais terrestres e aves.
3. Devemo-nos abster dessas comidas por mortificação, pois são nutritivas e mais gostosas.
4. Comer carne nos dias de jejum, sem causa, é pecado mortal.
5. Dizemos que para jejuar se há-de comer uma só vez ao dia, porque a consoada somente é permitida pelo costume. Podemos comer na consoada coisas de pouca sustância e em pequena quantidade.
6. O preceito do jejum principia a obrigar aos vinte e um anos completos.
7. A Igreja, sendo mãe, não quer prejudicar a saúde dos seus filhos, e por isso dispensa da obrigação do jejum os que não tem boa saúde ou que tem muito trabalho extraordinário.
8. A Quaresma são quarenta dias de jejum e penitência, instituídos pela Igreja: 1º para honrar e imitar o jejum de Jesus Cristo no deserto: 2º para excitar-nos a fazer penitência; 3º para preparar-nos a celebrar os mistérios da Paixão de Cristo; 4º para dispor-nos à Comunhão Pascal.
9. O jejum das quatro Têmporas foi instituído: 1º para consagrar pela penitência cada uma das estações do ano; 2º para pedir a Deus a conservação dos frutos da terra; 3º para dar-Lhe graças pelos frutos já recebidos; 4º para suplicar-Lhe que dê bons ministros à sua Igreja; 5º para expansão do Reino de Jesus Cristo.
10. Foi instituído o jejum das vigílias para que os fiéis se preparassem para celebrar mais devotamente as festas.
11. Ordena-nos a Igreja a abstinência em cada semana, para nos estimular a viver na penitência e fazer-nos exercitar na mesma. Escolheu a sexta-feira em honra da paixão de Jesus Cristo e o sábado em memória da sua sepultura
12. O preceito de não comer carne obriga desde os sete anos completos.
13. Quem está dispensado da abstinência não está dispensado do jejum; são coisas diversas.
14. Nos dias de jejum não se pode comer carne e peixe na mesma comida.

Explicação da gravura

15. Na parte superior da gravura, vê-se Nosso Senhor Jesus Cristo, tentado pelo demônio no deserto.
16. À direita, um sacerdote impõe a cinza na cabeça dos fiéis no primeiro dia da Quaresma dizendo: “Lembra-te, ó homem, que és pó e em pó te hás-de tornar”.
17. À esquerda, nas Têmporas do Verão, está representada a ordenação dos subdiáconos; mais abaixo, nas Têmporas do Outono, está representada a ordenação dos diáconos; em baixo, nas Têmporas do Inverno, está representada a imposição das mãos na ordenação dos padres; mais acima, à direita, nas Têmporas da Primavera, está representada a consagração das mãos na ordenação dos sacerdotes.
18. Na parte superior da gravura à direita, vê-se o velho Eleazar a quem querem obrigar a comer carnes proibidas pela lei.
19. Na parte superior, vê-se ainda representado um festim onde se serve carne em dia proibido. Ao centro vê-se um baile em tempo de Quaresma, e mais abaixo o Inferno onde se precipitam.
20. No ângulo esquerdo inferior, vê-se o profeta Jonas profetizando a ruína de Nínive.
21. No ângulo direito, vê-se São João Batista pregando a penitência aos judeus. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário