Busca no Blog

24 de janeiro de 2020

A Ciência do Amor - Santa Teresinha

Não suponhais que eu esteja a nadar em consolações. Oh! não! Minha consolação é não ter nenhuma na terra. Sem se mostrar, sem fazer ouvir sua voz, Jesus instruiu-me em segredo, e não foi por meio de Livros, pois não entendo o que leio. Às vezes, porém, alguma palavra me consola, como esta que apanhei ao terminar a oração (depois de ter ficado em silêncio e na secura): "Eis o mestre que te dou! Ensinar-te-á tudo o que deves fazer. Quero levar-te a ler no livro da vida, onde está contida a ciência do Amor". A ciência do amor, oh! sim, tal palavra repercute, suavemente ao ouvido de minha alma. Não desejo outra ciência senão esta. compreendo, perfeitamente, que só o amor nos pode tornar agradáveis ao Bom Deus, e este amor é o único bem que ambiciono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário