Busca no Blog

4 de setembro de 2019

A Penitência mais Importante é a do Espírito - Santa Teresinha

Aplicava-me, antes de tudo, à prática de pequenas  virtudes, uma vez que não achava facilidade de praticar as grandes. Gostava, pois, de dobrar as capas esquecidas pelas irmãs, e de prestar a estas todos os pequenos obséquios ao meu alcance. Foi-me dado, também, o amor à mortificação, ele era tanto maior, quanto nada me era permitido para satisfazê-lo... A única mortificação que fazia neste mundo, e consistia em não me encostar, quando sentada, foi-me interdita por causa de minha propensão à corcundice. Ah! sem dúvida, meu ardor não teria durado muito se me tivessem concedido muitas penitências... As que me eram autorizadas, sem minha solicitação, consistiam em mortificar meu amor-próprio, o que me beneficiava mais do que penitências corporais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário