Busca no Blog

29 de maio de 2021


TESOURO DE PACIÊNCIA

DO SENHOR COM A CRUZ NOS OMBROS

MEDITAÇÃO IV


 Com o auxilio de Cyrineo pôde o senhor continuar o caminho do Calvário, não obstante o grande peso da cruz e a sua extrema debilidade. Assim costuma suceder a todos os que pelo caminho do céu, levam as suas cruzes; ainda que sejam pesadas, e eles fracos, Deus é o seu Cyrineo, que os conforta e ajuda a levar o peso. Ora, alma minha, se tens um Cyrineo tão valente, e ao mesmo tempo tão caritativo, de que desconfias ou porque temes? Seja embora a tua cruz pesadíssima, sejas por extremo fraco, não importa, que a não hás de levar tu só, mas tu juntamente com Deus. Que outra coisa é a graça de Deus, que te ajuda a suportar os trabalhos, senão a sua invisível mão, que pega da cruz que te oprimia, e te vai ajudando a leva-la? Esta graça de Deus é que fez aos santos suportar as afrontas, os martírios, os tormentos, as mortes crudelíssimas: era a cruz mui pesada para os seus ombros; porem, a mão invisível do Todo Poderoso a sustinha em peso, que por isso a eles lhes parecia tão leve, que, nos mesmos tormentos, cantavam, riam e zombavam dos tiranos e da sua tirania. Portanto, alma minha, se te persuades que tu só és que hás de levar a cruz, razão tens para queixar-te de que é muito grande; porém, se Deus é quem há de ser o teu Cirineo, e quem há de sustentar o maior peso da cruz, nenhuma razão tens; antes motivo grande de alegria, vendo sobre ti uma cruz o mui grande, porque o teu amoroso Deus com summa indústria dispôs dar-te o prêmio correspondente a toda a cruz, quando sobre ti só há de carregar mui pequena parte do seu peso.

JACULA'l'ORlA - Meu Deus, conforta-me com a vossa poderosa mão, e dai-me a cruz que quiserdes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário