Busca no Blog

23 de março de 2019

A Alma de Todo Apostolado, J. B. Chautard

A Alma de Todo Apostolado

J. B. Chautard

Parte 2/10

Segunda Verdade

Jesus Cristo comunica-me o seu Espírito por meio desta vida. E assim se torna o princípio de atividade superior que me leva, caso eu lhe não ponha obstáculos, a pensar, a julgar, a amar, a querer, a sofrer, a trabalhar com ele, nele, por ele, como ele. As minhas ações exteriores tornam-se a manifestação desta vida de Jesus em mim. Assim, tendo para a realização do ideal de Vida Interior formulado por S. Paulo: Já não sou eu que vivo, é Jesus Cristo que vive em mim.
Vida Cristã, piedade, vida interior, santidade não diferem essencialmente; são os diversos graus de um só e mesmo amor; são o crepúsculo, a aurora, a luz, o esplendor de um mesmo sol.
A minha vida interior há de ser pois a minha vida cristã aperfeiçoada. O essencial da vida cristã limita-se aos esforços necessários para conservar a graça santificante. A vida interior vai mais além. Visa o desenvolvimento desta graça, procura atrair graças atuais abundantes e corresponder a elas.
Posso, pois, defini-la o estado de atividade de uma alma que reage a fim de regular as suas inclinações naturais e se esforça por adquirir o hábito de julgar e de se dirigir em tudo consoante as luzes do Evangelho e os exemplos de Nosso Senhor.
Portanto, dois movimentos. Por via do primeiro, a alma subtrai-se a tudo quanto o criado possa ter de contrário à vida sobrenatural e procura estar incessantemente presente a si mesma: Avérsio a creaturis. Por via do segundo, a alma tende para Deus e com ele se une: Convérsio ad Deum.
Assim é que esta alma quer ser fiel à graça que nosso Senhor lhe oferece a cada momento. Em suma, vive unida a Jesus e realiza o Qui manet in Me et Ego in eo, hic fert fructum multum.

Nenhum comentário:

Postar um comentário